Meu segundo livro, Reputação Ruim, foi FINALMENTE publicado, depois de enfrentar desafios como autora independente!

 Escrever o meu primeiro livro foi uma jornada nova e completamente desconhecida e uma vez que eu já tinha passado por essa jornada, concluí que escrever o segundo livro seria bem mais fácil e para a minha surpresa, foi extremamente difícil dar vida a esse livro. 

Não por conta da escrita ou da história. Eu definitivamente me desafiei mais nesse como escritora. É um livro com setenta e três capítulos, 506 páginas, dois personagens que narram o seu ponto de vista e ele vem com uma história mais complexa, com mais personagens, mais acontecimentos que não param e tem um desenvolvimento que ao meu ver é completamente interessante. Então eu me desafiei demais como escritora, e apesar de ser suspeita para falar, eu gostei do que fiz. A parte da escrita foi até que fácil. Consegui concluir a história em quatro meses, dois meses a menos do que meu primeiro livro, mesmo com 100 páginas e 27 capítulos a mais que o meu livro de estreia.

A grande questão é que... eu terminei esse livro em 2019. Sim. 2019. A quase dois anos, fiz a primeira finalização dele e a primeira revisão e imprimi o primeiro boneco, que está na minha estante até hoje. De primeira, achei que ele iria sair em setembro de 2019, mas minha revisão atrasou muito e nesse mês, eu na verdade dei pela primeira vez para minha amiga ler e me dizer o que achou da história. Então, com um boneco já entregue a uma pessoa e um feedback eu achei que iria conseguir entregar ele em novembro de 2019. Nada feito. Não consegui bancar as finalizações dele. 

Essa é a questão em ser uma autora independente. Você literalmente depende só de si mesmo e 2019 não foi exatamente um ano muito limitado em questão financeira. Quando você é independente e não tem um suporte grande de uma editora (que pelo que conheci desse mercado desde 2018, não sei nem se existe sem que você pague por ele também), meio que acontece de ter que deixar projetos que você ama tanto, em segundo plano. Pra depois. 

Então eu adiei a minha publicação para 2020. Primeiro semestre certamente eu iria publicar o livro. Iniciei a faculdade de Letras e no começo de março, contratei a revisão profissional, que foi entregue em abril. A revisão profissional, tem que passar pela sua revisão depois para que eu possa aceitar as mudanças e ver como ficou a leitura do livro depois dela. Até terminar essa minha revisão, que eu fazia no meio do meu trabalho enquanto atendia um cliente e outro querendo marcar consulta ou exame, em uma fila de atendimento de 7 pessoas por minuto e 60 ligações por dia, foi uma barra. Terminei em maio de 2020 mas sinceramente foi uma da coisas que me manteve no meu trabalho nesse período. 

Nesse mês em 2020 a pandemia já estava se mostrando ser algo bem mais severo do que qualquer pessoa estava esperando no mundo e a minha saúde mental em um emprego que eu não gostava, no inicio de uma pandemia que estava dando indicios que não iria embora tão cedo, começou a mexer com a minha cabeça. 

Fora a questão financeira de novo. Eu tinha a revisão completa, mas em abril não fui trabalhar por uma semana, o que gerou desconto e o que me fez postergar os outros serviços que precisava, como capa, diagramação, registro... 

E enquanto eu postergava esse meu projeto, eu tinha que aprender a lidar com a frustração do meu emprego que até o momento, pagava pelas minhas contas, mas que eu estava tentando de todas as formas uma negociação para ir embora. Cansada demais, em junho, meu antigo trabalho começou a mexer tanto com minha cabeça que as crises de ansiedade iniciaram e eram cada vez mais fortes. 




Em junho, não aguentei e pedi para cumprir aviso prévio. No meio da pandemia e com a minha vida financeira desorganizada. No mesmo mês, consegui outro emprego de atendimento e tive que conciliar o aviso prévio e o treinamento desse novo emprego, então saia da minha casa as 6h30 da manhã e chegava as 22h20. Foi praticamente impossível se quer pensar na finalização do Reputação Ruim. 

Os próximos meses foram meses de conflito para mim. Um novo emprego, em um ambiente completamente diferente, com um porte muito maior e uma cobrança maior ainda. Acabei descobrindo hábitos que achava que nunca teria, sendo os meus preferidos no fim de semana e me conhecendo novamente como ser humano. Tive acesso a histórias e pessoas incríveis e tive que me provar a cada momento para um superior que não sabia lidar com pessoas. 

Passei por poucas e boas, sim. Julho, agosto foram meses de uma completa adaptação. Uma completa descoberta. Em setembro, no entanto, voltei ao foco do livro. Havia mais de um ano que tinha terminado e ia completar um ano da data que deveria ter lançado. Contratei o serviço de capa e simplesmente não saiu o resultado. Nada do que tinha em mente conseguiram executar e depois de duas semanas tentando, desisti e cancelei. 

O serviço de diagramação também tentei contratar mas não obtive resposta do fornecedor a tempo então cancelei. 

Em outubro, tentei novamente contratar o serviço da capa e consegui uma profissional que conseguisse executar o trabalho. O prazo não foi o que esperava, encontramos alguns contra tempos que fizeram demorar alguns meses até a entrega, e ao final, a mesma profissional também executou o serviço de diagramação. 

No final de 2020, consegui fazer o registro do ISBN do livro físico para comercializa-lo nas lojas. Estava preparada para talvez tentar lançar em janeiro, mas a capa e diagramação foram entregues depois e joguei uma data mais para frente. Março parecia ser super possível. 

No dia do lançamento, deu um erro insuportável na fonte e a Amazon não liberava de jeito nenhum. Ouvi boas coisas sobre a plataforma e queria explorar mais espaço além da Clube de Autores. Me frustei completamente, mas consegui lançar dia 08 de março. 

Depois de uma ajuda essencial, consegui liberar ele na Amazon também. E ainda tem muito ajuste para ser feito. 

Mas meu livro está no mundo. 

Acho que nem eu sei a dimensão do que isso significa, de como isso é especial e lindo. E um sinal de como é difícil querer criar algo e colocar no mundo para as pessoas conhecerem. Como é extremamente impossível as vezes priorizarmos o que gostariamos de priorizar. Mas que a arte importa. Essa arte, pra mim importa. 

E espero que possa importar para vocês, de alguma forma. 

Meu livro está no mundo! 

E vocês podem conhecer nesses links: na Amazon a versão eBook está disponível e no Clube de Autores a versão física! 

Aguardo o feedback de vocês. 

Comentários