"Mil beijos de garoto" foi uma leitura decepcionante

 O livro conta a historia de Poppy e Rune que de conhecem desde os cinco anos de idade. Poppy, uma garota excêntrica e extrovertida tem como aventura, dada por sua vó no leito de morte, dar mil beijos apaixonados e preencher um pote os descrevendo. O que não seria difícil, ja que ela é apaixonada por Rune, um garoto mais introvertido e fascinado por Poppy.
Aos 15 anos, Rune tem que voltar para seu país, Noruega, e eles se separam por dois anos. Além da distância, Poppy desaparece nesse tempo e desperta o pior em Rune. Quando ele retorna, é hora de descobrir o motivo que fez Poppy sumir e o que a vida reserva para os dois.



Comprei o livro com uma expectativa muito diferente do que é o enredo mesmo. Inclusive, vou levar como lição ler não só apenas a sinopse mas também alguma resenhas antes de comprar o livro 🤣 Não sei, não fui cativada pelos personagens, apesar de achar Poppy uma fofa. Rune no entanto… Simplesmente não consigo com ele. Toda a raiva sem motivo, comportamento sem nenhuma justificativa plausível, a falta de tato do personagem… Foram coisas que me deixaram resistentes a história.
No entanto, ainda consegui me emocionar com a narrativa algumas vezes, em alguns pontos específicos, apesar de nunca achar os diálogos entre os dois cem por cento naturais. Inclusive, nas últimas páginas fiquei surpresa quando Poppy propõe uma nova aventura a Rune (quem leu vai saber) e gostei disso. O que potencializou ainda mais eu não ter gostado de como o livro acabou. Achei um fim bem injusto e fora da realidade, terminei bem frustrada, até porque tem leituras que parecem não ornar no momento mas conseguem esquentar seu coração com a conclusão do livro. Infelizmente, não foi o caso. Mas me deparei com algumas resenhas de leitores que realmente gostaram do livro e de todos os pontos que não gostei, então vai ver só não era um livro para mim. Seguimos para o próximo!

Comentários